itcoin faz doze anos em novembro de 2020. Quais eventos provaram ser os mais importantes ao longo da história da Bitcoin?

A Bitcoin Era foi criada em 2008. Desde sua criação, permaneceu como moeda criptográfica de primeira linha. Também fez progressos consideráveis ao longo dos últimos doze anos. Aqui está um olhar sobre os marcos mais importantes da Bitcoin.

2008: Whitepaper Bitcoin Publicado

Em 2008, o criador da Bitcoin Satoshi Nakamoto publicou um whitepaper delineando os aspectos técnicos da Bitcoin, rotulando-a como „uma versão peer-to-peer do dinheiro eletrônico“. O documento delineou as características básicas da Bitcoin, tais como transações e privacidade.

2009: Lançamentos da Rede Bitcoin

Embora o whitepaper Bitcoin tenha sido publicado em 2008, a Nakamoto não lançou o software Bitcoin até janeiro de 2009. Esse lançamento permitiu que os mineiros Bitcoin iniciassem a rede Bitcoin, gerassem Bitcoin e confirmassem transações pela primeira vez.

2010: Nakamoto Deixa Bitcoin

Em 2010, a Nakamoto ficou off-line. Ele passou o controle da base de código do Bitcoin para Gavin Andresen, que se tornou um dos mais significativos desenvolvedores de Bitcoin no início. A saída da Nakamoto também levou à divisão dentro da comunidade de moedas criptográficas, já que nenhum desenvolvedor tinha o nível de autoridade da Nakamoto.

2010 também marcou o lançamento das primeiras trocas de Bitcoin: BitcoinMarket.com e Mt. Gox. A primeira transação Bitcoin do „mundo real“ também ocorreu em 2010 quando Laszlo Hanyecz comprou duas pizzas do Papa John’s através de um intermediário no bitcointalk.org.

2011: Mercados Negros & BitPay

Em 2011, o mercado de rede escura Rota da Seda abriu e permitiu Bitcoin como uma opção de pagamento. Embora o FBI tenha fechado o site e apreendido seu Bitcoin em 2013, a Rota da Seda inspirou outros mercados de redes escuras a fazer uso do Bitcoin.

No mesmo ano, também trouxe pagamentos legítimos de Bitcoin. A BitPay lançou seu processador de pagamento em maio de 2011, e dentro de um ano, atraiu mais de 1100 comerciantes.

2012: A primeira redução pela metade da Bitcoin

Em 2012, a Bitcoin passou por sua primeira „redução pela metade“. Este evento cortou as recompensas em bloco pela metade (de 50 BTC para 25 BTC) a fim de desencorajar a mineração de Bitcoin e reduzir a inflação. A redução pela metade aparentemente funcionou como pretendido: o preço do BTC subiu de $12 para $650 durante o período de quatro anos que se seguiu à redução pela metade. Entretanto, este aumento de preço pode ter sido em parte devido à demanda geral pela Bitcoin, não estritamente devido à redução pela metade em si.

2013: Primeiros caixas eletrônicos Bitcoin

Em outubro de 2013, o primeiro ATM Bitcoin do mundo foi instalado em Vancouver, BC, Canadá. Outros primeiros ATMs foram instalados em Bratislava, Eslováquia, em outubro de 2013, e em Albuquerque, Novo México, em fevereiro de 2014. Em outubro de 2020, havia mais de 3,5 milhões de ATMs Bitcoin em operação em todo o mundo.

2014: O Monte Gox fecha

Em 2014, o Crypto Exchange Mt. Gox declarou insolvência e indicou que havia perdido mais de 744.000 BTC em uma série de roubos que datam de 2011. A falência marcou o fim do que já foi a maior troca de Bitcoin; também deu lugar a grandes trocas criptográficas como Coinbase e Kraken, que ainda são populares hoje.

2015: BitLicense de NYDFS

Em 2015, o Departamento de Serviços Financeiros do Estado de Nova Iorque (NYDFS) introduziu a BitLicense, que se tornou um requisito para as empresas criptográficas que operam no estado. A licença rapidamente ganhou reputação como uma das credenciais mais seletivas. Cinco anos depois, pouco mais de uma dúzia de empresas receberam uma BitLicense, e muitos críticos a consideram um obstáculo que impede a inovação e inibe novas empresas.

2016: A segunda metade da Bitcoin

A Bitcoin passou pela segunda metade em 2012 e reduziu sua recompensa em bloco de 25 BTC para 12,5 BTC. Mais uma vez, a redução da inflação teve seu efeito pretendido: os preços do BTC subiram de US$ 650 para cerca de US$ 8.000 ao longo dos quatro anos entre a metade e a metade.

2017: SegWit & BCH Fork

Em 2017, os desenvolvedores de Bitcoin entraram em uma disputa sobre a SegWit, um mecanismo de escalonamento destinado a tornar a Bitcoin mais eficiente. A oposição à SegWit levou partes da comunidade a criar o Bitcoin Cash, ativado através de um garfo em cadeia em setembro de 2017.

2018: Aumento e queda do preço do Bitcoin

No final de 2017, a Bitcoin atingiu um recorde histórico de $19.700. Entretanto, os preços da Bitcoin caíram rapidamente ao longo de 2018, atingindo US$ 3.700 até o final do ano. Desde então, os preços da Bitcoin se recuperaram parcialmente: O BTC vale atualmente $13.000.

2019: Lançamento da Bakkt

2019 viu o lançamento de um dos projetos Bitcoin mais esperados: Bakkt. Ao contrário das trocas criptográficas padrão, a Bakkt não lida com Bitcoin real; em vez disso, vende contratos de investimento, ou futuros. O lançamento da Bakkt marcou um marco regulatório para as startups criptográficas que visam servir aos investidores institucionais.

2020: Flash Crash, Halving, & Adoção do PayPal

2020 provou ser um ano movimentado para a Bitcoin. Vários fatores causaram um „flash crash“ em março, enquanto maio marcou a terceira redução da Bitcoin pela metade. Mas o mais notável é a recente decisão do PayPal de comprar e vender a Bitcoin em seu site de pagamentos – um nível de adoção geral que nunca foi visto antes.